terça-feira, novembro 13, 2007

Um dia de cão

A noite tinha sido pior que má, com a pirralha rouca, cheia de febre e sem conseguir dormir.
Amanhece com os olhos chorosos e o pai ficou com ela em casa que a mãe tinha uma reunião de trabalho inadiável. A cafeína colaborou na dificil tarefa de manter os olhos abertos e a cabeça a funcionar.
Ao chegar a casa, reparei que aquele olho vermelho que parecia anunciar uma constipação iminente, se tinha transformado num olho muito vermelho, inchado e cheio de pus. O L. teve de sair para uma formação e eu segui com ela para as urgências.
Tudo rápido e eficiente, 30 min depois de chegarmos estavamos a fazer o primeiro aerossol da vida dela, para a laringe inflamada (e que drama foi...!) e 1h depois saiamos com o diagnostico de uma bébé mto simpática, de laringe inflamada e com uma infecção no olho esquerdo que obrigou a antibiótico local.
Sem dormir, cheia de fome, resmungava no banco de trás enquanto eu procurava a farmácia de serviço, e cantava todas as canções infantis ou não que me lembrava. Adormeceu imediatamente antes de estacionarmos à porta de casa. Ora bolas!
Lá a tirei com jeitinho, resmungou mas não acordou.
Ela nos braços, mais o computador, o saco dela, a minha carteira, a chucha que entretanto caiu no chão, a chave do carro e a chave de casa... Escusado será dizer que a tarefa de abrir a porta de casa sem que ela acordassse, era virtualmente impossível. E foi.
Mais resmnunguisse, olha o gato e uns sorrisos pelo meio, muito esfregar de olhos (que dá um jeitaço à infecção) e 20 min depois, estava de fralda mudada, pijama vestido, aninhada ao meu colo, enquanto se consolava de olhos fechados com um biberon de leite (sim que eu gosto muito que a menina coma bem, mas não ia depois disto tudo comprar uma guerra para lhe dar meia-dúzia de colheres de sopa!).
Aterrei no sofá. Passado um bocado a fome deu-me forças para por a torradeira e o microndas a funcionar e as 22:30h estava na caminha, com uma dor de costas tremenda (2 horas com ela ao colo nas urgências é dose!).
A noite foi mais calma, o olho acordou mais inchado, mas ela mais bem disposta. Ficou feliz ao chegar ao infantário.
E eu sorrio com ela.

5 comentários:

margarida disse...

bolas amiga... que maratona :|

beijinhos, força e as melhoras da pirralha!

nana disse...

pois eu acho que a expressão "super-mulher" te assenta MUITO bem!!! ;o)

beijo
e saudade.

:o)

inesn disse...

há dias de cão mas que valem a pena quando eles melhoram assim...

:)

joana disse...

As melhoras da Inês! Beijinhos

Sonia&Mi disse...

:(((
que saga!
As melhoras rápidas!

Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal