sábado, novembro 17, 2007

Tio

Eras desprendido
de poucas falas
não davas os parabéns
nem ovos na Páscoa
Assistias à troca de presentes no Natal, sem nada oferecer e ficavas envergonhadamente calado aos presentes que recebias.
Poucas vezes dizias obrigado e nunca te ouvi pedir desculpa.
E no entanto, tantas vezes vi através dos teus olhos mudos o coração grande que sabia que tinhas.
E mostras-te-o com gestos, a todos os que precisaram
Mesmo aqueles que não acreditavam
Mesmo no fim.
Vou lembrar com alegria o teu riso, que de raro, era contagiantemente sincero.
E os sorrisos.
Os últimos deste-os à Inês
Em troca dos dela, que sem te conhecer dava a miúde.
Brilhavam-te os olhos cansados. Acho que pela última vez.
Senti-te o corpo grande, magro, cheio de roupa que não parecia tua
Os óculos que escorregavam no rosto sem forças
E tu,
Que nunca foste de palavras fáceis
A quem nunca tinha visto chorar
Olhaste-me de olhos marejados, sem qualquer pudor de alma e disseste-me que não tinhas dores, que a doença era muda, que te levava as forças todos os dias. Não querias fazer o tratamento, não eras capaz. Que já tinhas vivido muito, que só não querias... só não querias sofrer muito tempo.
E assim foi, ainda que qualquer tempo tenha sido tempo de mais.
Morreste como viveste
sozinho
apesar de haver gente por perto.
Ninguém te segurou a mão.
E isso dói-me.

Vejo-te a percorrer a pé,o caminho que tantas e tantas vezes fazias a caminho de casa, quando vinhas almoçar ou jantar.
Vinhas a sorrir quando me vias e é assim que te vou guardar
Ainda que sem esquecer o resto
Mas o resto não eras tu
Era a doença a quem já tinhas vencido batalhas
Mas que te ganhou a luta da vida.

Acho que não eras deste mundo
Espero que encontres o teu lugar.
Até um dia, meu Tio.

7 comentários:

InêsN disse...

outro abraço.

nana disse...

...

:,o(

....


abraço-te forte,
tanto,
cúmplice na tristeza
da memória e da dor.



@-,-'-

margarida disse...

um abraço muito apertado.... força amiga. beijinhos

1gota disse...

:(

e é assim q sempre te vais lembrar dele e q ele continuará vivo debtro de ti.
beijo :*

joana disse...

Um beijinho grande.

António disse...

Continuas com o dom que eu acho que tens de sensibilizar as pessoas.
Eu não saberia dizer melhor.
Beijo grande

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal