terça-feira, agosto 07, 2007

Beber ou não beber

A Inês janta às 19h (mais coisa menos coisa) e antes das 20h já está na caminha. Entre as 23h e as 24h, quando me vou deitar, se ela ainda não chamou pego nela meia a dormir e mama um biberon cheio de leite. Depois do arroto da praxe, sempre a dormir, volta para a cama sem dar um ai.
Até aqui tudo mais ou menos comum.
Todos os bébés que conheço, depois desta sessão de leite nocturna, ferram até de manhã. Ou mesmo que acordem antes, não é certamente com fome. Pois.
Mas a Inês não se junta ao clube. Quando começamos esta rotina aguentava-se até às 7-7:30h da manhã. Depois, foi diminuindo este intervalo para as 5:30-6h e esta noite fez a proeza de acordar a chorar, esganada de fome, às 4:30h da manhã! Ela nunca acorda a chorar, nem de dia nem de noite, a não ser que esteja doente ou com fome. Caso contrário palra. Estava tão incrédula (e ensonada,claro) que ainda a tentei embalar (sossegava mas não dormia) e dar água. Bem, aqui é que borrei a pintura. A princesa ficou horrorizada com tal liquido que chorou a plenos pulmões, até lhe enfiar o biberon com o liquido certo, vulgo leitinho morno, na boca. O resto foi como já descrevi anteriormente: arroto e caminha até às 8h da manhã.
Teorias da mãe:
1. A miúda tem uma bicha solitária nocturna
2. A miúda não come o que devia durante o dia

Que acham?
Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal