quinta-feira, agosto 23, 2007

Alguém me explica

porque raio é que há tantas diferenças entre a qualidade geral das instituições públicas e privadas? É o aspecto descuidado, os brinquedos estragados, os pormenores que não existem, a atenção que não têm. Hmmmpf...

Ah, estamos de novo na saga do infantário da Inês. A aproximação de Setembro, trouxe uma vaga num infantário público muito mais perto de nós, apoiado pela segurança social e por isso mais barato. Mas... Claro, há sempre pelo menos um mas...

Agora estamos de novo divididos, entre
o infantario actual (privado): mais caro, mais longe, com muito boas instalações, que tratam as crianças e os pais nas palminhas, e de onde saiu a super educadora (tb vai mudar uma das auxiliares em setembro);

o infantario para onde vai a super educadora (privado): 15 euros mais barato que o actual, igualmente longe, com boas instalações e claro com a super educadora;

o infantario publico: muito mais barato, a 5 minutos de nós, com instalações grandes mas sem graça, com mais 3 bébés por sala que qualquer um dos outros, brinquedos e espaço descuidado, deixando-me intrigada sobre o tipo de estimulação que ali se proporcionará às crianças.

E agora?! Que pilha de nervos!
Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal