quarta-feira, abril 11, 2007

Mamar ou não mamar

Por vontade dela, a palavra de ordem é definitivamente, não mamar.
A mãe, como QUASE trintona, muito persistente (não teimosa!) que é, decidiu que era um bocado cedo para a menina decidir fazer regime e vá de a fazer comer.
Como? Fácil, muito fácil.
Depois de constatar que apesar das fitas diurnas, à noite, a dormir continuava a mamar bem, comecei a antecipar-me a ela e a levantá-la da cama perto da hora de mamar, sem que ela acordasse. Resultado: a dormir a miuda mama que é um regalo.
Funciona, mas não é obviamente solução. Tirei estes dias para ver se ela recupera, mas quando tiver de trabalhar, não consigo antecipar os sonos dela desta forma, por isso amanhã vamos propor a pediatra iniciar mais cedo a introdução de papa feita com o meu leite. Tenho um feeling que a pirralha vai comer bem à colher. E assim, sempre garantimos um extra de calorias.

Continuamos a tentar o biberon. E agora à noite, depois do banho, cheia de fome, recusou a mama. Descongelei leite e tentei o biberon. Consegui que mamasse 70ml. Ainda longe dos 150ml que retiro quando esvazio o peito com a bomba mas o dobro do que já tinha alguma vez mamado assim. A ver vamos...

E amanhã é dia de pesar. Ai...
Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal