quinta-feira, novembro 27, 2008

Ser

Definitivamente acho que o pragmatismo não pertence de forma natural à essência feminina.
Por isso, dá uma trabalheira mental imensa.
Pelo menos para quem, como eu o exercita todos os dias, de várias formas.

Nem sempre consigo ter a certeza de que tanto pragmatismo me seja bom, mas é-me certamente muito útil. Evita, a maior parte das vezes, males maiores e tombos desnecessários. Quando a funcionar genuinamente é uma defesa eficaz.

Mas depois a minha massagista queixa-se que não consigo relaxar completamente... Pudera!
Licença Creative Commons
Mundo Azul by Rita Coelho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 2.5 Portugal